12ª Conferência Municipal de Assistência Social de Santana da Vargem

Com o tema Assistência Social: direito do povo, com financiamento público e participação social,  o Conselho Municipal de Assistência Social de Santana da Vargem (CMAS) e a Secretaria Municipal de Ação Social promoveram a 12ª Conferência Municipal de Assistência Social.

 O evento aconteceu durante todo o dia 06 de setembro de 2019, no Salão Nobre da Escola Municipal Doralice Mendonça Reis, reunindo entidades assistenciais, trabalhadores do SUAS, usuários e organizações de usuários do SUAS, profissionais dos CRAS, profissionais das secretarias municipais e usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Também estiveram presentes o Sr. Renato Teodoro da Silva, Prefeito Municipal; Sr. Anderson Vilela Azevedo, Secretário Municipal de Ação Social; Sr. Marcelo Otávio da Silva, Presidente do CMAS; Sr. Luiz Felipe Mendonça Rodrigues, Presidente da Câmara Municipal; e Sra. Silmara Ribeiro Penha Cardoso, representando os usuários do Sistema Único de Assistência Social.

Representando o prefeito Betinho de Azevedo, o secretário Chefe de Gabinete José Geraldo de Almeida parabenizou a Secretaria de Assistência Social pela Organização da Secretaria e pela e implementação das ações e serviços,desejando êxito nos trabalhos da Conferência.

            O momento contou com a palestra da Sra. Camila Castelari Barbosa, Assistente Social e Empreendedora Social, que expôs a respeito da Assistência Social: direito do povo, com financiamento público e participação social.

Posteriormente, o público foi dividido em grupos de trabalhos para estudo dos eixos: 1 – Os desafios para consolidação do SUAS frente aos impactos da crise financeira da União, do estado e dos municípios, à Emenda Constitucional nº 95, à proposta da Reforma Previdenciária e À Reforma Trabalhista; 2 – A Rede de Proteção Social do SUAS e a relação com os órgãos de garantia de direito; 3 – Democracia participativa, controle social e protagonismo do usuário do SUAS – “Nada sobre nós, sem nós”.

Ao final da Conferência foram deliberadas propostas para a política de Assistência Social no município, de acordo os temas propostos por cada eixo.

Também durante a Conferência, foram eleitos os seis delegados para representar o nosso município na Conferência Regional de Assistência Social.